12/07/2024 +55 (67998900800)

Geral

Dengue gov

PMA resgata lobo-guará atropelado em Sidrolândia

O lobo-guará, símbolo do cerrado, é uma espécie frequentemente listada como vulnerável pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), sendo considerado em risco alto de extinção

Por O Norte News 10/07/2024 às 10:21:31

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande foi acionada na manhã de domingo (07/07), para resgatar um animal silvestre ferido na MS-162, aproximadamente 31 km após a cidade de Sidrolândia, em frente à placa de sinalização Rancho Florido.

Ao chegar ao local, a equipe constatou que se tratava de um macho adulto de lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), apresentando sinais de atropelamento, com as patas traseiras gravemente feridas e mobilidade limitada. Diante da situação, os policiais ambientais acondicionaram o animal e o transportaram para Campo Grande, onde foi encaminhado ao CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) para receber os cuidados necessários.

O lobo-guará, símbolo do cerrado, é uma espécie frequentemente listada como vulnerável pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), sendo considerado em risco alto de extinção. Apesar das medidas adotadas pelo estado para evitar atropelamentos de animais em rodovias, como dispositivos de prevenção de acidentes e o Programa Estrada Viva, é comum encontrar animais silvestres mortos nas estradas.

A Lei 9605/98 estabelece que matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar espécimes da fauna silvestre é considerado crime ambiental, o que implica que a Polícia Militar Ambiental (PMA) deve atuar em qualquer situação prejudicial aos animais silvestres, incluindo atropelamentos. Se o atropelamento for intencional, o condutor pode ser punido.

Por isso, a Polícia Ambiental prioriza a educação ambiental, realizando campanhas em todo o estado para conscientizar a população e os usuários das rodovias sobre a importância de evitar atropelamentos de animais silvestres.

Com informações Assessoria de Comunicação 1º BPMA


Fonte: Msnews

Comunicar erro
Comentários